FLAMENGO PERDE PÊNALTI E FLUMINENSE VENCE, DISPARANDO NA LIDERANÇA

O Fluminense derrotou o Flamengo por 1 a 0, em partida disputada na tarde deste domingo, no Engenhão. Com o resultado, o Tricolor das Laranjeiras chegou aos 59 pontos ganhos e abriu seis, de vantagem, sobre o Atlético-MG que vem na segunda colocação, na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O Flamengo que vinha de duas vitórias seguidas, caiu para a 11ª posição com 34 pontos ganhos.
O jogo foi emocionante, principalmente no segundo tempo, quando o time rubro-negro dominou completamente e perdeu algumas chances claras de marcar. Além disso, o meia Botinelli desperdiçou uma cobrança de pênalti, defendida pelo goleiro Diego Cavalieri. O Fluminense teve o mérito de saber suportar a pressão do adversário. Fred foi o autor do único gol da partida.
Na próxima rodada, o Flamengo receberá o Bahia. O Fluminense enfrentará o Botafogo em mais um clássico carioca.
O jogo – O Flamengo começou a partida com maior disposição ofensiva, aproveitando, principalmente, as subidas do lateral Wellington Silva. A exemplo do que aconteceu contra o Atlético-MG, o tme rubro-negro marcava a saída de bola da defesa tricolor, dificultando a troca de passes por parte do time dirigido por Abel Braga. Só aos quatro minutos é que o Fluminense chegou na área adversária em cruzamento de Carlinhos, que Fred cabeceou, sem levar perigo ao gol defendido por Felipe.
Depois do ímpeto inicial, as duas equipes preferiram dar mais ênfase à marcação no meio-campo, fazendo com que a partida ficasse com o ritmo mais lento. Aos sete minutos, Cleber Santana enfiou uma bola nas costas do lateral-direito Bruno para Ramon que completou, de primeira, por cima do travessão defendido por Diego Cavalieri. A resposta tricolor veio numa furada de Digão, dentro da área rubro-negra, depois de receber bom passe de Fred.
O time comandado por Dorival Júnior seguia forçando o jogo pelas laterais. Na direita, Wellington Silva recebia o auxílio do meia Cleber Santana que tentava penetrar nos espaços deixados por Carlinhos.
A bola ficava mais tempo com o Flamengo, enquanto o Fluminense tentava surpreender o adversário em jogadas de velocidade. Aos 15 minutos, Deco roubou a bola no meio-campo e lançou Thiago Neves pela esquerda. Mesmo com Fred e Nem esperando o passe nas proximidades da área, Neves decidiu arriscar e mandou por cima da trave, Aos 17 minutos, Deco lançou Nem que encobriu o goleiro Felipe, mas o zagueiro Frauches mandou de cabeça para escanteio.
Aos 17 minutos, o Fluminense marcou o primeiro gol. Deco cruzou com perfeição e Fred, de voleio, mandou no canto direito de Felipe que saltou, mas não conseguiu impedir que a bola entrasse. O Flamengo tentou dar a resposta no lance seguinte. E o meia Ibson, inteiramente livre, cabeceou para fora, quando estava liver na pequena área. O lance animou a equipe rubro-negra que criou outra chance para marcar aos 22 minutos. Cleber Santana tabelou com Liedson e lançou Ibson que entrava pelo meio, mas o goleiro Diego Cavalieri saiu na hora certa e evitou o gol de empate. Aos 26, o goleiro tricolor voltou a aparecer bem em chute de Cleber Santana.
O Tricolor das Laranjeiras só voltou a incomodar aos 33 minutos quando Wellington Nem tentou uma meia-bicicleta, mas a bola subiu muito. No minuto seguinte, Nem foi lançado por Deco, mas o goleiro Felipe chegou primeiro e ficou com a bola.
O ritmo da partida caiu muito, mas o Flamengo seguia com mais posse de bola, embora não conseguisse traduzir o domínio em ações objetivas. Só aos 42 minutos é que o Fluminense voltou a perturbar a defesa rubro-negra. Thiago Neves arrancou pela esquerda e lançou Nem na área, mas a zaga rubro-negra aliviou o perigo, no último lance importante do primeiro tempo.
Logo no início do segundo tempo, o Fluminense teve uma boa chance para ampliar o marcador. Aos dois minutos, Wellington Nem foi derrubado por Marcos González na entrada da área. Thiago Neves chutou colocado e a bola se chocou com a trave esquerda e depois saiu. A resposta do Flamengo veio em cruzamento de Cleber Santana que Diego Cavalieri tirou de soco. O lance animou a equipe rubro-negra que passou a imprensar o adversário para dentro da sua área.
O Fluminense ameaçou aos nove minutos em cobrança de falta efetuada por Thiago Neves, na intermediária, que Felipe defendeu sem problemas. O Flamengo seguia na pressão, em busca do gol de empate, utilizando os laterais para penetrar na defesa tricolor. Aos 17 minutos,depois de falha de González e Frauches, Fred, Wellington Nem e Thiago Neves arrancaram para a área contra apenas um defensor rubro-negro, mas eles se atrapalharam e Ramon acabou salvando a sua equipe. O técnico Dorival Júnior decidiu alterar sua equipe, trocando Léo Moura e Liedson por Botinelli e Nixon. Aos 23 minutos, Nem foi derrubado por Ramon no lado direito da grande área. Thiago Neves cobrou direito e a bola explodiu no travessão de Felipe. Aos 25 minutos, Wellington Nem sentiu um problema físico e foi substituído por Marcos Júnior.
Aos 32 minutos, depois de boa tabela entre Nixon e Ramon, a bola foi cruzada para Cleber Santana que, na entrada da pequena área, mandou a bola por cima, desperdiçando uma chance incrível de empatar a partida. No minuto seguinte foi a vez de Nixon cabecear para grande defesa de Diego Cavalieri, que espalmou para escanteio.
O Flamengo pressionava e o Fluminense não conseguia sair da defesa, apenas rebatendo a bola para frente que era rapidamente recuperada pela equipe rubro-negra. Fred também teve que ser substituído e o técnico Abel Braga optou pelo volante Diguinho, reforçando ainda mais o sistema defensivo.
Aos 40 minutos, depois de pressão na área tricolor, Diguinho derrubou Wellington Silva na área e o árbitro marcou pênalti. Botinelli bateu o pênalti e Diego Cavalieri fez grande defesa. No lance seguinte, Vagner Love colocou a bola nas redes, mas o árbitro invalidou o lance por causa da posição irregular do atacante.
Nos acréscimos, Ramon recebeu cartão vermelho e o Fluminense administrou o resultado qye lhe garantiu a liderança folgada.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.