Maio 2015 archive

Mai 26

UNA: MORRE O EX-VEREADOR VALDENTINE

                                                              

É com pesar que informamos a morte do ex-vereador Zival Bispo, popular Valdentine. Val também era filho do ex-prefeito de Una, Mané Dentista, também falecido. Além de disso, Zival também foi secretário de finanças e de administração da cidade.
Val residia em Canavieiras há mais de 15 anos. E desde o dia 10 de maio deste ano, ele estava internado na UTI do Hospital Regional de Ilhéus com problemas na próstata.
Mais cedo, o site Una News divulgou que o quadro do ex-vereador por três oportunidades, havia se complicado devido a uma bactéria hospitalar após fazer uma biópsia na próstata. Essa bactéria acabou complicando definitivamente seu estado de saúde e seus órgãos pararam, ele teve uma embolia pulmonar. Com isso, Val não resistiu e veio a falecer agora há pouco.
Segundo amigos, o corpo do ex-vereador será velado na Igreja Getsemani em Canavieiras, a partir das 18:00. O enterro será amanhã (27), às 16:00 no Cemitério Municipal daquela cidade.
Com informações do Una News.

Mai 04

EX- PREFEITO ZÉ PRETINHO SERÁ DENUNCIADO POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVO

                                                 

 
O Ministério Público Estadual enviou ao juiz da Comarca de Una, o Drº Maurício Alvares Barra, uma Ação Civil Pública em que o ex-prefeito que consta como réu o ex-prefeito da cidade de Una, o José Bispo Santos, popular Zé Pretinho. Além dele uma funcionária pública da cidade, que na época do governo de Zé era tesoureira e dois empresários, um residente na cidade de Una e outro com negócios na cidade. Os bens dos envolvidos estão indisponíveis e as contas bloqueadas.
Da denúncia  
 Segundo o MP, em 2005, quando Zé Pretinho era prefeito, ele e os demais réus envolvidos, geraram um prejuízo ao erário no valor de R$ 302.478,00 (trezentos e dois mil, quatrocentos e setenta e oito reais). Esse valore é referente a quatro contratos firmados entre a municipalidade (a época) e a empresa Folião Produções e Eventos LTDA, sem o devido processo legal de licitação.
Outro fato que chama atenção é o fato da tesoureira ter assinado, juntamente com o ex-prefeito, e fazerem o saque do cheque na boca do cofre, pois segundo manda a lei, os cheques para pagamentos devem ser vinculados aos contratos firmados, sendo obrigatoriamente depositados na conta da empresa contratada. Segundo as investigações do MP, há indícios de fraudes em dois processos licitatórios e em um deles, a prefeitura fez dois eventos festivos com, apenas, um contrato.
O juiz bloqueou os bens e as contas dos réus no valor correspondente a R$ 907.434,00 (novecentos e sete mil, quatrocentos e trinta e quatro reais), em face dos prejuízos causados ao erário e o suposto enriquecimento ilícito dos envolvidos.
Da sentença cabe recurso.
Clique aqui para ler a decisão por inteiro do juiz. Decisão divulgada no Blog Una na Mídia.
FONTE: MATÉRIA RETIRADA DO BLOG ATITUDE EM UNA